A partir de Outubro de 2017, ao entrar no seu 8º ano de existência, o Clube de Leitura em Voz Alta passou a Coro de Leitura em Voz Alta. Continua a ter uma periodicidade quinzenal e a acontecer na Biblioteca de Alcochete.

Os objectivos continuam a ser os mesmos; promover o prazer da leitura partilhada; a forma passou a ser outra.

Animais de estimação

com o frio a apertar foram menos os corajosos (quase só corajosas) que se atreveram a sair de casa
Recomeçámos o ano com os nossos animais de estimação. Os nossos não. Os deles. Os cães: o Charley de Steinbeck, o Argo de Ulisses, o Cão como nós de Manuel Alegre, Marley, o cão que veio como treino para um primeiro filho do casal de Marley & eu, o Titã, o "tremendo cachorrão" de Ricardo Benevides que leva Fabíola pelo ares. Os gatos: os de Manuel António Pina, os da cabeça dele e os reais, O gato e o escuro de Mia Couto; os pequenos gatos de Rui Caeiro que vieram acompanhados de muita bicharada: bois, baratas, elefantes, formigas, aves, pombos, tudo bichos de estimação. Ainda houve espaço para Platero, o burro por quem toda a gente se apaixona de Juan Ramón Gimenez e que nesta leitura trazia um som especial que nos transportou de imediato para o campo. E graças aos tempos modernos, ouvimos e vimos um excerto da leitura de O triunfo dos porcos de George Orwell.
deste vez tivemos um tele-cleva, pela Neusa, muito bem acompanhada com cão e com gato
a Teresa apresentou-nos Palomar de Italo Calvino

Sem comentários:

Enviar um comentário